Início > Redação > Nova Ortografia – Redação

Nova Ortografia – Redação

Queridos, das mudanças das regras ortográficas que houveram as mais difíceis de lembrarmos são as que regulamentam o uso do hífen.

Portanto, muito cuidado ao escrever!!

Abaixo há uma boa cartilha feita pela Editora Dom Bosco para facilitar nossa adaptação às novas regras. Sugiro estudá-la!

Para quem pode imprimir:
Novo Acordo Ortográfico

Para quem não tem como imprimir:

ALFABETO

As letras k, y e w passam a fazer parte do alfabeto, que volta a compor-se de 26 letras, não 23.

a b c d e F G H i J K L m N o P Q r s t U V W X Y Z

Utilizam-se as letras k, y e w em siglas, símbolos, nomes próprios, palavras estrangeiras e seus derivados.

¬ km, kg, Kibon
¬ Yara, byron, byroniano
¬ watt, show, Wagner

 

ACENTUAÇÃO

 

1. Trema (¨)

Não existe mais o trema em língua portuguesa. Mantém-se apenas em palavras estrangeiras, nomes próprios e seus derivados.

¬ Consequência, frequência, tranquilo, aguentar, linguiça, cinquenta, pinguim, linguista.
¬ Hübner, hübneriano, müller, mülleriano.

2. Ditongos abertos (éi, ói)

Não são mais acentuados em palavras paroxítonas.

¬ Assembleia, boleia, colmeia, coreia, estreia, epopeia, hebreia, ideia, plateia, panaceia.
¬ Apoio e apoia (verbo apoiar), boia, heroico, jiboia, paleozoico, paranoico, tramoia.

Obs.: continuam acentuados os ditongos abertos éi, éu e ói, seguidos ou não de s, dos monossílabos tônicos e oxítonos.

¬ Anéis, céu, herói, papéis, corrói, troféu.

3. Hiatos

Os hiatos oo e ee não são mais acentuados.

¬ Enjoo, voo, coroo, perdoo, magoo, abençoo, coo, moo, povoo.
¬ Creem, deem, leem, veem, descreem, releem, reveem.

4. Acento diferencial

Não existe mais acento diferencial em palavras homógrafas (que possuem a mesma grafia, como em avô e avó).

¬ para (verbo e preposição)
¬ pela (substantivo e verbo), pelo (substantivo e verbo)
¬ pera (substantivo)
¬ polo (substantivo)

*Observação

a) continua o acento diferencial em pôde (verbo poder, 3a. pessoa do singular do pretérito perfeito do indicativo), para diferenciar de pode (verbo poder, 3a. pessoa do singular do presente do indicativo); e em pôr (verbo), para diferenciar de por (preposição).

b) Permanecem os acentos que diferenciam singular e plural dos verbos ter e vir, bem como de seus derivados (manter, deter, conter, reter, advir, convir,   intervir, etc.).

¬ O garoto tem vários carrinhos.
Os garotos têm vários carrinhos.
¬ Aquela moça vem de Curitiba.
Aquelas moças vêm de Curitiba.
¬ O professor mantém a ordem.
Os professores mantêm a ordem.
¬ O advogado intervém em todos os processos.
Os advogados intervêm em todos os processos.

c) É facultativo o emprego do acento diferencial em dêmos (verbo dar, 1a. pessoa do plural do presente do subjuntivo), para diferenciar de demos (verbo  dar, 1a. pessoa do plural do pretérito perfeito do indicativo); e em fôrma (substantivo), para distinguir de forma (substantivo ou 3a. pessoa do singular do presente do indicativo ou 2a. pessoa do singular do imperativo afirmativo).

5. i e u tônicos

Elimina-se o acento agudo de i e u constituindo hiato tônico apenas quando eles estão precedidos de ditongo.

¬ baiuca, boiuna, bocaiuva, cheiinho, saiinha, feiura, feiume.

Não é o caso de saúde, saída, juízes, por exemplo.

Obs.: ainda levam acento o i e u tônicos de palavras oxítonas, precedidos de ditongo e em posição final, mesmo seguidos de s.

¬ Piauí, tuiuiú, tuiuiús.

6. u tônico

Elimina-se o acento agudo do u tônico nas formas

verbais rizotônicas, quando precedido de g ou q e seguido de e ou i (gue, gui, que, qui).

¬ averigue, apazigue, enxague, argui, obliquem

 

USO DO HÍFEN

Embora ainda causem polêmica em vários aspectos, as regras para uso do hífen servem para palavras formadas por prefixos ou elementos que podem  funcionar como prefixos: aero, agro, além, ante, anti, aquém, arqui, auto, circum, co, contra, eletro, entre, ex, extra, geo, hidro, hiper, infra, inter, intra, macro, micro, mini, multi, neo, pan, pluri, proto, pós, pré, pró, pseudo, retro, semi, sobre, sub, super, supra, tele, ultra, vice, etc.

1. Com hífen
a) Quando o prefixo estiver diante de palavra iniciada por h.

¬ Anti-herói, anti-higiênico, extra-humano, semi-herbáceo, sobre-humano, super-homem, macro-história, mini-hotel.

b) Quando o prefixo termina por consoante e o elemento seguinte começa pela mesma consoante.

¬ Hiper-realista, hiper-requintado, hiper-requisitado, sub-bibliotecário, inter-racial, inter-regional, inter-relação, super-racional, super-realista, super-resistente.

c) Depois do prefixo sub também se o elemento começar por r.

¬ sub-região, sub-raça

d) Quando o prefixo terminado em vogal e o segundo elemento da palavra começa pela mesma vogal.

¬ Anti-ibérico, anti-inflamatório, antiinflacionário, arqui-inimigo, micro-ondas, contra-ataque, semi-internato, micro-orgânico, auto-observação.

f) Sempre com os prefixos ex, sem, além, aquém, recém, pós, pré, pró, vice e soto.

¬ Além-mar, além-fronteiras, ex-marido, ex-diretor, ex-prefeito, pós-graduação, pré-vestibular, pré-história, pró-desarmamento, recém-nascido, sem-terra, sem-número, vice-rei, vice-almirante, soto-mestre.

e) Com os prefixos circum e pan antes de palavra iniciada por m, n e vogal.

¬ Circum-navegação, pan-americano.

g) Com sufixos de origem tupi-guarani.

¬ Amoré-guaçu, anajá-mirim, capim-açu

h) Para unir palavras combinadas ocasionalmente, formando encadeamentos vocabulares.

¬ Eixo Rio-São Paulo, ponte Rio-Niterói, relações Angola-Brasil.

i) Em palavras cujos elementos mantém acento próprio.

¬ Ano-luz, azul-escuro, médico-cirurgião, conta-gotas, guarda-chuva, segunda-feira, tenente-coronel.

j) em palavras que designam espécies botânicas e zoológicas.

¬ Couve-flor, bem-me-quer, erva-do-chá, cobra-d’água.

k) em topônimos iniciados por adjetivos grã e grão, por forma verbal ou cujos elementos sejam ligados por artigo.

¬ Grã-bretanha, Grão-Pará, Passa-Quatro, Baía de Todos-os-Santos.

2. Sem o hífen

a) Depois dos prefixos des- e in- em que o segundo elemento perdeu o h inicial.

¬ Desumano, desumidificar, inábil, inumano.

b) Entre o prefixo que termina em vogal e o elemento que começa com s ou r, duplicando-se essas consoantes.

¬ Antirreligioso, antissemita, autorregulamentação, contrarregra, cosseno, cossecante, extrarregular, extrarregimento, infrassom, microssistema, antessala, intrarrenal, ultrarromântico, ultrassonografia, extrasseco, suprassensível.

 c) Quando o prefixo termina em vogal e o segundo elemento começa por consoante diferente de r ou s.

¬ Autopeça, antipedagógico, anteprojeto, geopolítica, autoproteção, semideus, microcomputador, semicírculo, ultramoderno.

d) Quando o prefixo termina em vogal diferente da vogal com que se inicia o segundo elemento.

Obs.: O prefixo co aglutina-se em geral com o segundo elemento, mesmo quando este se inicia por o.

¬ Coobrigação, coordenação, cooperação.
¬ Antiaéreo, socioeconômico, antiamericano, autoafirmação, autoajuda, autoaprendizagem, autoescola, autoestrada, autoinstrução, contraexemplo, contraindicação, extraescolar, extraoficial, infraestrutura, intrauterino, neoexpressionista, neoimperialista, semiaberto, semiautomático, supraocular, ultraelevado.

e) Quando o prefixo termina em consoante e o segundo elemento começa por vogal ou consoante diferente.

¬ Hiperacidez, hiperativo, interestadual, superamigo, superexigente, superinteressante, superotimismo, superproteção, intermunicipal, hipermercado.

f) Em palavras que perderam, de certa forma, a noção de composição.

¬ Mandachuva, paraquedas, pontapé, parabrisa, girassol.

g) Em locuções substantivas, adjetivas, pronominais, adverbiais, prepositivas ou conjuncionais.

¬ Cão de guarda, fim de semana, café com leite, pão de mel, sala de jantar, cartão de visita, cor de vinho, à vontade, abaixo de, acerca de.

Exceções:
Consagradas pelo uso: água-de-colônia, arco-da-velha, cor-de-rosa, mais-que-perfeito, pé-de-meia, ao-deus-dará, à queima-roupa.

3. Repete-se o hífen

Na translineação de palavra composta ou combinada com outra, se a partição coincide com o final de um dos elementos.

¬ ……………………………………………………… primeiro-
-ministro
¬ …………………………………………………………….. sul-
-africano
¬ ………………………………………………………… possuí-
-las

Categorias:Redação
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: